É isto que o 5G traz de bom além da velocidade

Conexão móvel será tendência de 2019 para empresas e consumidores

São Paulo – Quando pensamos na palavra 5G, é fácil associá-la à alta velocidade de internet no celular. No entanto, não é apenas isso que essa nova conexão móvel traz, ela também oferece a oportunidade de que tanto empresas quanto consumidores tenham acesso à internet de qualidade.

O número de investimentos na construção dessas redes, globalmente, é grande. De acordo com a consultoria Moor Insights & Strategy, os investimentos no setor serão de até 326 bilhões de dólares até 2025.

Empresas como a Vivo já anunciaram interesse na oferta de internet 5G como alternativa para levar a rede a regiões remotas no Brasil–que só terá seu primeiro leilão de frequências em 2019.

A Equinix, empresa de interconexão e data center, prevê que o leque de oportunidades de transformação digital se abre com o acesso ao 5G. As principais tendências para isso são as da Internet das Coisas e inteligência artificial. Com isso, a companhia estima que investimentos maciços na reforma da infraestrutura de redes de celulares e na construção de uma nova infraestrutura de edge computing. Esse processamento de dados na ponta, no smartphone, em vez de no servidor da empresa que fornece o serviço, também é uma das previsões da Equinix na onda do 5G. Com isso, a baixa latência de redes móveis–tempo percebido entre um comando e seu recebimento efetivo–, novos serviços poderão ser oferecidos a consumidores e empresas.

Privacidade

Nesse ambiente descentralizado, a questão da privacidade dos internautas se torna mais complexa, especialmente com as novas leis de proteção de dados pessoais, em vigor na Europa e em fase de adaptação no Brasil. A criptografia e a virtualização com hardware, em vez da terceirização, devem ser adotadas pelas empresas no ano que vem, segundo a Equinix.

Blockchain

O blockchain, frequentemente apontado como a solução de problemas como corrupção, desvios ou origem duvidosa de produtos ou dados, deve ser adotado por cada vez mais empresas. A consultoria IDC indica que os investimentos em blockchain aumentam a uma taxa composta de crescimento anual de 73%. As projeções de gastos no setor chegam a 11,7 bilhões de dólares até 2022. Com isso, a Equinix prevê a criação de uma rede que abrange outras redes de blockchain para melhorar o fluxo de interações entre elas.

Interconexão

Com o avanço da computação em nuvem, do ambiente multicloud e da nuvem híbrida, as empresas devem adotar mais soluções de interconexão de rede para minimizar problemas de integração e gerenciamento.

Inteligência artificial

A Equinix prevê que o uso de arquiteturas de inteligência artificial, hoje centralizadas, devem se tornar distribuídas, com grande parte dos dados sendo gerados por meio de edge computing já em 2019.

Por Lucas Agrela
Fonte: Exame